fbpx

As bolsas mundiais avançam na abertura do mês de agosto

ÁSIA: As bolsas asiáticas começaram a semana em alta, mesmo com a China reportando uma desaceleração na atividade manufatureira, enquanto vários países da região continuam a sofrer com a variante delta do Covid.

O PMI da China de manufatura patrocinada pela Caixin / Markit para julho ficou em 50,3, muito abaixo dos 51,3 em junho e também aquém das expectativas dos analistas em uma pesquisa da Reuters para uma leitura de 51,1. O PMI oficial de manufatura da China divulgado no fim de semana também mostrou uma desaceleração da atividade fabril em julho, chegando a 50,4 contra a leitura de 50,9 de junho. O número oficial foi o menor desde fevereiro de 2020, quando foi realizado bloqueios para evitar a propagação do coronavírus. Leituras de PMI acima de 50 representam expansão, enquanto aquelas abaixo desse nível sinalizam contração. As leituras do PMI são sequenciais e representam a expansão ou contrações mês a mês.

A China também está lidando com um surto da variante delta do coronavírus que supostamente começaram na cidade de Nanjing, enquanto vários países asiáticos já lutam contra a aceleração desenfreada dos casos.

Na China continental, o composto de Xangai subiu 1,97%, para 3.464,29 pontos, enquanto o Shenzhen Component avançou 2,245%, para 14.798,16 pontos.

O índice Hang Seng de Hong Kong fechou em alta de 1,06%, em 26.235,80 pontos. A fabricante chinesa de veículos elétricos Xpeng viu suas ações listadas em Hong Kong saltarem 10,66% depois que a empresa anunciou na segunda-feira uma alta mensal recorde de veículos entregues em julho. As ações do HSBC listadas em Hong Kong subiram 0,93% depois que o banco anunciou ganhos que superaram as expectativas no primeiro semestre de 2021 e anunciou o pagamento do segundo dividendo desde a pandemia de Covid-19.

No Japão, o Nikkei saltou 1,82% para fechar em 27.781,02 pontos, enquanto o índice Topix ganhou 2,05%, para 1.940,05 pontos. Mais áreas no Japão entraram em estado de emergência para conter o aumento dos casos de Covid-19 na segunda-feira, de acordo com a agência de notícias local Kyodo News.

O Kospi da Coreia do Sul fechou em alta de 0,65%, em 3.223,04 pontos.

O S & P / ASX 200 da Austrália subiu 1,34%, encerrando o dia em 7.491,40 pontos, um novo recorde de alta e o maior ganho diário desde 22 de junho. Com exceção do setor de mineração, as ações das blue-chips subiram na esteira das notícias de que a empresa de tecnologia Square, do empresário norte-americano Jack Dorsey, estava oferecendo US$ 39 bilhões em ações para a aquisição da Afterpay. As ações da Afterpay dispararam 29,3%, com mais de 7 milhões de ações trocando de mãos.

A Oil Search também anunciou que pretendia aceitar uma oferta melhorada de US$ 21 bilhões da rival Santos. Oil Search subiu 4,3%, Santos avançou 0,5% e Woodside Petroleum adicionou 0,7%.

O setor de materiais registrou o pior desempenho, com produtores de minério de ferro como Fortescue caindo 2,1%, com as notícias de que a demanda chinesa por aço poderia estar desacelerando. A Mineral Resources caiu 4,4%, para US$ 60,27, uma baixa de duas semanas. A BHP ganhou 0,4% mas a Rio Tinto caiu 0,1%.

O índice MSCI para a Ásia-Pacífico exceto Japão subiu 1,16%.

EUROPA: As bolsas europeias seguem a caminho de atingir um novo recorde na segunda-feira, acompanhando o sentimento positivo em todo o mundo.

O pan-europeu Stoxx Europe 600 sobe 0,71%, superando o recorde de fechamento anterior de 463,84 pontos.

O alemão DAX 30 sobe 0,15%, o francês CAC 40 avança 0,81%, enquanto o IBEX 35 da Espanha e o FTSE MIB da Itália sobem 1,23% e 0,55%, respectivamente.

Em Londres, o FTSE 100 registra alta de 0,92%, patrocinada pela alta no setor de commodities. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American sobe 4,5%, Antofagasta adiciona 1,9%, BHP avança 1,7% e Rio Tinto acelera com alta de 2%. Entre as gigantes petrolíferas, BP sobe 2% e Royal Dutch Shell avança 2,5%.

O PMI final de manufatura para a zona do euro em julho ficou em 62,8%, acima das expectativas e leitura de 62,6 de junho. O PMI de manufatura do Reino Unido ficou estável em 60,4. O PMI de manufatura da França ficou ligeiramente aquém das expectativas em julho, com uma leitura de 58,0, ante 58,1 de junho, enquanto o PMI da Alemanha foi de 65,9, mais forte do que os 65,6 de junho. Os especialistas não esperavam mudanças no PMI nestes dois últimos mercados.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA avançam nas negociações matinais de segunda-feira, com os investidores se preparando para o primeiro dia de negociações de agosto.

Os investidores continuam a afastar as preocupações com a variante delta do Covid e as ações que mais se beneficiariam de uma recuperação econômica contínua lideraram os ganhos no pré-mercado de segunda-feira.

Os principais índices conseguiram atingir seu sexto mês de ganhos em julho, embora a volatilidade tenha aumentado em meio à preocupações com a recuperação econômica, face à variante delta do Covid em expansão. O Nasdaq Composite e o Dow Jones Industrial Average subiram cerca de 1,2% e 1,3%, respectivamente, em julho, enquanto o S&P 500 ganhou cerca de 2,3% no mês passado.

As preocupações com a inflação também atormentaram os mercados, no entanto, um indicador chave de inflação mostrou pressões de preços menores do que temidas na sexta-feira. O principal índice de preços de despesas de consumo pessoal subiu 3,5% em junho na comparação anual. Ele marcou uma forte aceleração da inflação, mas veio ligeiramente abaixo da previsão do mercado de um salto de 3,6%.

Também na sexta-feira, foi divulgado o PIB dos EUA do segundo trimestre, que acelerou 6,5% em uma base anualizada, consideravelmente menor do que a taxa de crescimento de 8,4% esperada pela Dow Jones.

Em se tratando de balanços, a Amazon despencou quase 7,6% na sexta-feira depois que a gigante da tecnologia relatou sua primeira perda de receita trimestral em três anos e lançou um guidance mais fraco.

O primeiro dia de negociação de agosto chega no calor da temporada de ganhos. Lyft, Amgen, Uber, CVS Health, General Motors, Roku e Square relatam resultados trimestrais nesta semana. Dos 59% das empresas do S&P 500 que reportaram seus balanços no segundo trimestre, 88% superaram as expectativas de lucro, de acordo com a FactSet.

Senadores dos EUA concluíram no fim de semana o texto de um projeto de lei de infraestrutura de US$ 1 trilhão e esperam que o acordo seja aprovado na quinta-feira. O enorme pacote de infraestrutura é uma das principais prioridades do presidente Joe Biden e será o maior plano de investimento em estradas, pontes, portos e trânsito dos Estados Unidos em décadas. O projeto inclui US $ 550 bilhões em novos gastos ao longo de cinco anos. Isso se soma aos fundos previamente aprovados de cerca de US $ 450 bilhões.

Em um discurso proferido na sexta-feira à noite, a governadora do Fed Lael Brainard sugeriu que o banco central não anunciará um afunilamento de seu programa de compra de títulos na reunião de Jackson Hole no final do mês. “Espero estar mais confiante para a avaliação do progresso da taxa de juros quando tivermos em mãos os dados para setembro, quando os padrões de consumo, escola e trabalho devem estar se estabelecendo para uma normalidade pós-pandemia”, disse ela.

Lembrando que os dados de emprego de setembro referidos por ela serão divulgados em 8 de outubro, de acordo com o calendário de lançamentos do Departamento do Trabalho e a reunião de dois dias do FOMC acontecerá depois disso, terminando em 3 de novembro. O próximo relatório de empregos, que abrange julho, está programado para ser lançado nesta sexta-feira, dia 6 de agosto.

A agenda econômica de hoje contempla os relatórios PMI de manufatura, tanto o oficial que será lançado às 10h45, quanto do ISM que deve ser divulgado às 11:00. Neste mesmo horário, sairá os números dos gastos de construção.

Os EUA estão registrando em média mais de 72.000 novos casos diários de Covid nos últimos 7 dias, de acordo com os últimos números do CDC, níveis não vistos desde fevereiro deste ano.

ÍNDICES FUTUROS – 7h20:
Dow: +0,46%
SP500: +0,58%
NASDAQ100: +0,55%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: -0,85%
Brent: -1,37%
WTI: -1,60%
Soja: -0,55%
Ouro: -0,28%
Bitcoin: -4,12%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra ou venda de ativos.

Fonte e Imagem: ADVFN News

Entre em contato conosco: (11) 99332-0861 | Rua Amazonas, 439 CJ 45 – São Caetano do Sul XP (ABC) | Av. Ibirapuera, 1753 – XP Moema – SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
Em que podemos ajudar?
Olá 👋
Podemos te ajudar?