fbpx

Como ficam os fundos imobiliários após a tributação de dividendos?

A proposta de reforma tributária entregue pelo Ministério da Economia ao Congresso Nacional, no dia 25 de junho,  pode colocar um fim à isenção tributária sobre distribuição de lucros e dividendos — vigente desde 1995.

Dado o cenário, os fundos imobiliários ficam menos vantajosos?

Os fundos imobiliários ou FIIs são conhecidos pelo público em geral por permitirem aos seus cotistas viver de renda com aluguéis sem precisar adquirir nenhum imóvel físico.

A distribuição mensal de rendimentos pelos FIIs pode ficar menor com a proposta de Paulo Guedes, ao fixar alíquota única de 15% sobre ativos de renda fixa e fundos e o fim da tributação maior para aplicações de menor prazo.

De acordo com um relatório obtido pelo Money Times, não há motivos para pânico. Na verdade, a entrega da proposta ao Congresso pode pressionar os preços dos fundos imobiliários, segundo a XP Investimentos.

“Vemos a tributação proposta pressionando o preço das cotas dos fundos imobiliários listados, de forma a parcialmente compensar a alíquota proposta de 15%” pontuam os analistas Renan Manda, Lucas Hoon e Maria Fernanda Violatti.

Segundo o trio de especialistas, fundos com descontos expressivos sobre seu valor patrimonial podem ser menos impactados, pois o seu valor descontado pode compensar (mesmo que parcialmente) a pressão nos preços das cotas dos FIIs listados.

“Observamos os dividend yields (taxa de retorno dos dividendos) dos FIIs negociando com spreads (diferenças) saudáveis — 3.6 pontos percentuais — sobre o título Tesouro IPCA 2030, e podendo amenizar a pressão nas cotas devido à nova tributação”, concluem.

Fonte: MoneyTimes | Imagem: Reuters/Ueslei Marcelino

Entre em contato conosco: (11) 99332-0861 | Rua Amazonas, 439 CJ 45 – São Caetano do Sul XP (ABC) | Av. Ibirapuera, 1753 – XP Moema – SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
Em que podemos ajudar?
Olá 👋
Podemos te ajudar?