4 de agosto de 2022

#ColunaDiQuinta – Economia ética

Bruno Royo

A economia, como ciência da escassez, visa a regulação entre as necessidades humanas ilimitadas e os recursos físicos ou sociais, sendo estes limitados. Assim, ao contrario do que parece, a economia é também uma das ciências humanas. No entanto, a racionalização entre oferta e procura, ou seja, a lei do mercado traz desafios éticos como toda ação que tem objetivos e consequências para o próprio ser humano.

O primeiro desafio na economia é classificar objetivamente algo muito subjetivo nas pessoas humanas: a fronteira entre necessidade e o desejo. O ser humano tem desejos ilimitados e recursos limitados para satisfazer-se. E a lei do mercado segue uma logica bem determinada: o recurso que tem maior procura torna-se mais valioso porque se esgota mais facilmente.

Ao mesmo tempo, já se sabe de antemão ser impossível saciar um desejo ilimitado, sendo necessário criar prioridades e definir quais áreas podem ou não ser sacrificadas para a satisfação de um maior numero e pessoas. Nesse ponto é importante definir quais os valores nortearão as opções. Se o critério será ético ou econômico.

Em outras palavras, isso significa que se pode, por exemplo, sacrificar a eficiência e o lucro máximo em prol de um maior numero de trabalhadores. Ou, numa opção utilitarista, alcançar o lucro máximo em detrimento dos trabalhadores. A necessidade da reflexão ética na economia é justamente aliar os valores imprescindíveis, que muitas vezes são atropelados pela logica do mercado, as necessidades da produção e do consumo, ajudando a definir o que pode ou não pode ser sacrificado nesse sistema. Valores como justiça social e direitos humanos não podem ser deixados de lado.

Portanto, o papel da ética na economia é alertar para o sacrifício da maior parcela da população mundial nessa lógica utilitarista e propor um modelo mais sustentável. Um meio do caminho, onde a maioria pode se beneficiar.

“A consciência é o melhor livro de moral e o que menos se consulta” – Blaise Pascal

Bruno Royo – Assessor de Investimentos da Diagrama

Entre em contato conosco: (11) 95091-2770 | Rua Amazonas, 439 CJ 45 – São Caetano do Sul XP (ABC) | Av. Ibirapuera, 1753 – XP Moema – SP.

Compartilhe

Ouvidoria XP

0800 722 3710

Contato

contato@diagramainvestimentos.com.br | +55 11 95091-2770

Unidades

São Caetano do sul (ABC) - SP

Rua Amazonas, 439, Conj. 45 Centro, São Caetano do Sul (ABC)
+55 11 4223-5733

SÃO PAULO (MOEMA)

Avenida Ibirapuera, 1753 - Moema, São Paulo/SP
+55 11 2222-1161

A Diagrama Agente Autônomo de Investimentos é uma empresa independente devidamente registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que mantém contrato de distribuição de produtos financeiros com a XP Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. (XP) e pode, por conta e ordem dos seus clientes, operar no mercado financeiro segundo a legislação vigente. Para informações e dúvidas contate o seu assessor de investimentos. Para reclamações contate a ouvidoria da XP Investimentos pelo telefone 0800 722 3710.